© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W
Please reload

Tags
Destaque

A águia que não queria voar (James Aggrey & Wolf Erlbruch)

December 28, 2017

1/10
Please reload

Bisa Bia, Bisa Bel (Ana Maria Machado)

07.09.2017

 

Bisa Bia, Bisa Bel é um clássico da literatura infanto-juvenil brasileira, e não tardou a chegar a nossa revista. O texto é cativante, são os pensamentos espontâneos e leves de uma menina, ao longo da história descobrimos outras vozes que vivem com ela, uma do passado e outra do futuro. Como ela vai conseguir harmonizá-las e construir sua própria história e sua própria maneira de ser?

 

É um livro que nos provoca e nos convida a revisitar e repensar nossas crenças. Será que estamos realmente fazendo as coisas de modo diferente ou estamos repetindo a história que veio antes de nós? Será que somos mesmos tão diferentes de nossos pais, nossos avós, nossos bisavós?

 

Pontos de conversa:

1) O que nós herdamos dos que vieram antes de nós? Reflexões sobre intergeracionalidade;

2) Sexismo e papéis de gênero;

3) Afeto e laços familiares;

4) Histórias familiares;

5) Amigos imaginários;

6) Diálogos internos;

7) Objetos e crenças familiares;

8) Antiguidade x modernidade;

9) Sonhos e expectativas infantis;

10) Vida escolar;

11) Brincadeiras;

12) Lutos e perdas;

13) Futuras gerações;

14) Intercâmbio e imigração;

15) Exílio e ditadura;

16) Ancestralidade;

17) Responsabilidade histórica;

18) Segredos;

19) Tesouros, memórias e heranças.

 

Dicas de mediação:

>> Este é um clássico que teve muitas edições, para facilitar as intervenções e universalizar para os leitores sem depender das diversas versões, escolhemos organizar nossas dicas pelos capítulos <<

1) Prólogo

a)  É através de um buraco de fechadura que está diagramada a primeira página do livro. "Vou lhe contar um caso que é um segredo. Ninguém desconfia"'. Que segredo pode ser esse? Como as crianças guardam seus segredos?

b) Continue a leitura até o trecho "é que Bisa Bia mora comigo, mas não do lado de fora. Bisa Bisa mora muito comigo mesmo. Ela mora dentro de mim". Como é que umas pessoas podem continuar vivendo dentro de nós? Através de nós?

 

2) Capítulo I - No fundo de uma caixa

a)  Quem diria que uma história começa com uma faxina! Nossa protagonista conta sobre a maneira de sua mãe se organiza e como que suas faxinas são periódicas. As crianças já fizeram faxinas assim? O que elas fazem com seus brinquedos e roupas velhas? Já aconteceu delas acharem algo perdido ou um tesouro no meio da faxina?

b) Ela acha junto com sua mãe uma foto de sua bisavó, a quem não conheceu em vida. Este é um momento propicio para indagar as crianças se elas conheceram algum bisasô/bisavó e o que sabem da história deles.

 

3) Capítulo II - Pastel Bochechuda

a) Ao longo do segundo capítulo, nossa protagonista (Isabel) leva a fotografia de sua bisavó a escola e apresenta aos seus colegas e sua professora de história. Eles pontuam o quanto ela é parecida com sua bisa. Como será que ela se sentiu ao ouvir isso? Já aconteceu de compararem você com alguém de sua família? Com quem? Como você se sentiu?

 

4) Capítulo III - Tatuagem transparente 

a) Isabel leva o retrato de sua bisavó junto com ela, e é como se ela tivesse levando a própria bisavó consigo. E ela é cheia de quereres. Fica cutucando e espetando Isabel enquanto ela brinca. Por que será que a bisa está cutucando Isabel?

b) Quando chega em casa e vai para o banho, Bel percebe que o retrato não está mais com ela! Onde será que ele foi parar? Deixe as crianças imaginarem onde ele pode estar. 

c) Antes de descobrirmos o paradeiro do retrato, temos que descobrir o que Isabel dirá a sua mãe. Lembre: a mãe emprestou a fotografia e pediu várias vezes que Bel cuidasse bem da foto. Ela diz a mãe que gostou tanto de ter Bia junto de si e que Bia gostou tanto de Bel, que Isabel tatuou sua bisa dentro de si com uma tinta invisível. Podemos perguntar as crianças se elas tatuariam alguém dessa forma. Quem e por quê?

 

5) Capítulo IV - Conversas de antigamente

a) É neste momento que os dois mundos (de Bia e Bel) se encontram e elas têm um "bate papo explicativo". O que os bisavós e avós das crianças estranharam das tecnologias e hábitos atuais? E o que as crianças acharam mais curioso e estranho no dia a dia de Bisa Bia?

 

6) Capítulo V - As meninas que assobiam

a) Mas o relacionamento de Isabel e Bisa Bia não é sempre aquele mar de rosas (imagina ter alguém de outro tempo dentro de você!). Bia critica a bisneta e seus modos, contudo uma nova voz aparece em Isabel. Primeiro, pede para ela assoviar e depois a incentiva que ela continue a ser do jeito que é.  De quem será esta voz?

b) Este é um bom capítulo para se conversar sobre o papel de gênero com as crianças e as influências culturais. Por que será que ser uma menina para Bisa Bia é tão diferente de ser menina para Isabel? E o que não mudou?

 

7) Capítulo VI - Um espirro e uma tragédia

a) Leia o título misterioso, e pergunte o que será que vai acontecer neste capítulo.

 

8) Capítulo VII - Dona da voz misteriosa 

a) Isabel e sua mãe estão conversando sobre lenços bordados, trabalho das donas de casa e casamento, quando Bisa Bia sugere que Isabel peça a sua mãe para que ela lhe ensine a bordar. Este é um bom momento para perguntar as crianças o que elas já aprenderam com suas mães, pais e avós ou o que gostariam de aprender.

b) Enquanto borda, a voz misteriosa dentro de Isabel novamente se manifesta, e se identifica! É sua bisneta Beta! Pergunte as crianças como elas imaginam o futuro?

 

9) Capítulo VIII - Trança de gente

a) Isabel volta para escola e junto dela carrega Bisa Bia e Neta Beta, será que ela ainda faz confusão? A professora finalmente revela o segredo a Isa, o retrato de Bisa Bia volta a suas mãos, há outras novidades, a professora sugeriu aos alunos que descobrissem as histórias de seus bisavós, além disso, têm alunos novos na sala, que voltaram para o Brasil depois de morar em muitos países. Ele compartilha as saudades de seu avô que ficou no Brasil. E pergunta: como podemos deixar o mundo melhor para nossos bisnetos? Esta é uma excelente intervenção para fazer junto as crianças! Não perca esta oportunidade!

 

Gostou de nossas dicas? Compartilhe conosco sua experiência!

Please reload