© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W
Please reload

Tags
Destaque

A águia que não queria voar (James Aggrey & Wolf Erlbruch)

December 28, 2017

1/10
Please reload

Pê de pai (Isabel Minhós Martins & Bernardo Carvalho)

03.08.2017

 

Pê de pai é um livro incrível, tem as cores, o cheiro e espírito infantil. O título lembra daquele momento pré-alfabetização em que brincamos com as palavras, a de amor, eme de mãe e pê de pai. E o livro, por si só, é um convite ao mundo lúdico das crianças e as ricas interações entre pais e filhos.

 

Quando somos menores nossos pais parecem super heróis, atendendo todas as nossas necessidades e estando presentes quando precisamos, eles são cofres para nossos segredos, abridor de garrafas para nossos refrigerantes, escada para nossa estante; parecem que eles se transformam justamente para estar com a gente da melhor forma possível. Este livro é justamente sobre essas transformações do dia-a-dia e das várias formas que podemos ser pais.

 

As ilustrações e textos sintéticos da obra é um convite a novas leituras e brincadeiras infinitas com as palavras e as imagens. Embarque com a gente nesse mundo de brincadeira e leveza.

 

Pontos de conversa:

1) Paternidade;

2) Relacionamento pais e filhos;

3) Amor e carinho;

4) Imaginação e criatividade;

5) Alfabetização;

6) Suporte físico e disponibilidade afetiva;

7) Relações familiares;

8) Jogos e brincadeiras.

 

Dicas de mediação:

1) Por ser um livro bem diferente, aconselhamos que o mediador prepare e sensibilize as crianças pelo que estar por vir, isso pode ser feito através de uma pergunta: em que situações você precisa da ajuda do seu pai? 

2) O título é bem legal, por isso, nele há uma ótima oportunidade de intervenção, resgatando com as crianças aquela típica brincadeira de escola. Quem ou o que é o a? Quem é o eme? E quem é o pê?

3) Brinque com as imagens! Descobra com as crianças novos sentidos para as ilustrações.

4) Escolha algumas das "transformações " do pai para perguntar as crianças da contação em que situações o filho pode ter necessitado do pai daquela forma.

5) Outra boa intervenção que pode ser feita ao longo do livro é perguntar se os pais das crianças costumam ser isso ou aquilo (tendo como base alguma imagem do livro).

6) Aproveite este livro para ampliar o tema, perguntando para as crianças em que a mãe se transforma, há algo que só a mãe deles faz? A algo que é típico de seu pai? 

7) Outra maneira de ampliar o tema e fazer com que as crianças mesmo se percebam nessa relação, que tal montar um novo livro ou uma esquete com o tema efe de filho?

8) Quando livro terminar muitas coisas ainda podem ser feitas:

     a) Pode-se perguntar às crianças o que mais o pai dela se transforma para ajudá-las;

b) Qual foi a parte que mais gostou da história;

c) Qual desses pais parece mais com o dela.

 

Please reload