© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W
Please reload

Tags
Destaque

A águia que não queria voar (James Aggrey & Wolf Erlbruch)

December 28, 2017

1/10
Please reload

A cama da Mamãe (Joi Carlin)

20.10.2015

 

 

Existe um móvel que pode ser transformado em qualquer cenário que possamos imaginar. Este móvel é muito querido por todas as crianças, ainda mais quando o acesso a ele é livre.Tente adivinhar o nome do móvel. Isso mesmo: cama da mamãe.

A cama da mamãe é um livro que permite a imaginação fazer um belo passeio pelas possibilidades que esse lugar tão especial na casa oferece, ele pode ser um local de aventuras, reuniões ou um refúgio de sossego e acolhimento. Esse passeio em grande parte é possibilitado pela riqueza das ilustrações, com detalhes singulares. A venezuelana, Morella Fuenmayor, realiza um trabalho muito bem elaborado e também traz características da sociedade latino-americana de forma sutil, geralmente pouco retratada na literatura infantil mundial.

(Este é um livro que possibilita uma leitura dialógica de forma muito natural então aproveite para criar outras intervenções porque oportunidades não faltarão com uma estrutura tão aberta ao diálogo! )

 

Tópicos de conversa:

1)Família monoparental;

2)Maternidade;

3)Cômodos da casa;

4)Imaginação;

5)Brincadeiras em diferentes locais.

 

Sugestões para a leitura dialógica:

1)      Ao apresentar o livro, conversar sobre a cama da mamãe. Como é a cama da sua mãe? O que você gosta de fazer nela?;

2)      Páginas 4 e 5: “O quarto da mãe de vocês é parecido com esse da história? O que tem de igual e o que tem de diferente?”;

3)      Nas páginas 6 a 14 pergunte se eles já fizeram ou gostariam de fazer brincadeiras semelhantes às apresentadas;

4)     Páginas 16 e 17: “Você se reúne com sua família? O que conversam? E eles sobre o que podem estar conversando?”;

5)      Páginas 20 e 21 mostre o relógio de parede e converse sobre o horário de ir dormir.

 

 

 

Dicas:

a)   Se for ler essa história em casa, nada melhor do que fazê-lo na cama, assim as brincadeiras existentes no livro e outras podem ser feitas de maneira muito divertida. Agora, se o ambiente da contação é na escola ou outro que não possibilite isso, que tal levar uma grande colcha, toalha ou até mesmo um colchão?

b)   As ilustrações desse livro são ricas em detalhes, lembre-se sempre de explorá-los, por exemplo, acompanhe as atividades do gato presente nas ilustrações e os relógios demarcando as horas.

 

Confira a experiência de uma mediação de leitura com este livro aqui: http://livrosabertosaquitodoscontam.blogspot.com.br/2012/11/diario-do-contador-yohana-torres.html#uds-search-results

Please reload